Responder a: Pensar em modos de articular os textos nas aulas com alunos surdos.

Home Fóruns Pensar em modos de articular os textos nas aulas com alunos surdos. Pensar em modos de articular os textos nas aulas com alunos surdos. Responder a: Pensar em modos de articular os textos nas aulas com alunos surdos.

#25594

Oi,
Explicar para o surdo que ele tem direitos e esta respaldado pela lei Federal que o ampara e faze com que entenda e faço uso desta lei e do BNCC.

Dessas competências gerais da Base Nacional Comum Curricular
abordaremos a quarta competência que cita a língua brasileira de sinais-Libras.
A lei nº 10.436/2002 em seu Art. 1º que reconhece como meio legal de
comunicação e expressão a Língua Brasileira de Sinais – Libras, e outros
recursos de expressão a ela associados. Em seu Parágrafo único.
Entende-se como Língua Brasileira de Sinais – Libras a forma de
comunicação e expressão, em que o sistema linguístico de natureza
visual-motora, com estrutura gramatical própria, constituem um
sistema linguístico de transmissão de ideias e fatos, oriundos de
comunidades de pessoas surdas do Brasil.
Partindo do contexto do Ensino Fundamental para a educação
básica, destinado ao público de faixa etária de 6 a 14 anos de idade, teremos a
organização da Base Nacional Comum Curricular na área de Linguagens:
 Língua Portuguesa;
 Língua materna para populações indígenas;
 Língua estrangeira moderna;
 Educação física; e
 Artes.
Com efeito, podemos indagar: como podemos visualizar a
verdadeira inclusão do Surdo na Base Nacional Comum Curricular na área de

Dessas competências gerais da Base Nacional Comum Curricular
abordaremos a quarta competência que cita a língua brasileira de sinais-Libras.
A lei nº 10.436/2002 em seu Art. 1º que reconhece como meio legal de
comunicação e expressão a Língua Brasileira de Sinais – Libras, e outros
recursos de expressão a ela associados. Em seu Parágrafo único.
Entende-se como Língua Brasileira de Sinais – Libras a forma de
comunicação e expressão, em que o sistema linguístico de natureza
visual-motora, com estrutura gramatical própria, constituem um
sistema linguístico de transmissão de ideias e fatos, oriundos de
comunidades de pessoas surdas do Brasil.
Partindo do contexto do Ensino Fundamental para a educação
básica, destinado ao público de faixa etária de 6 a 14 anos de idade, teremos a
organização da Base Nacional Comum Curricular na área de Linguagens:
 Língua Portuguesa;
 Língua materna para populações indígenas;
 Língua estrangeira moderna;
 Educação física; e
 Artes.
Com efeito, podemos indagar: como podemos visualizar a
verdadeira inclusão do Surdo na Base Nacional Comum Curricular na área de

Dessas competências gerais da Base Nacional Comum Curricular
abordaremos a quarta competência que cita a língua brasileira de sinais-Libras.
A lei nº 10.436/2002 em seu Art. 1º que reconhece como meio legal de
comunicação e expressão a Língua Brasileira de Sinais – Libras, e outros
recursos de expressão a ela associados. Em seu Parágrafo único.
Entende-se como Língua Brasileira de Sinais – Libras a forma de
comunicação e expressão, em que o sistema linguístico de natureza
visual-motora, com estrutura gramatical própria, constituem um
sistema linguístico de transmissão de ideias e fatos, oriundos de
comunidades de pessoas surdas do Brasil.
Partindo do contexto do Ensino Fundamental para a educação
básica, destinado ao público de faixa etária de 6 a 14 anos de idade, teremos a
organização da Base Nacional Comum Curricular na área de Linguagens:
 Língua Portuguesa;
 Língua materna para populações indígenas;
 Língua estrangeira moderna;
 Educação física; e
 Artes.
Com efeito, podemos indagar: como podemos visualizar a
verdadeira inclusão do Surdo na Base Nacional Comum Curricular na área de

UM OLHAR SOBRE O SURDO
NA NOVA BASE NACIONAL COMUM CURRICULAR NO BRASIL
RENATA DE ARRUDA CÂMARA SILVA = Acessado em 28 de maio de 2021 ás 19h